Psicólogos Bela Vista

/psicologosbelavista
11 99753-8248

Posts do Blog

Assertividade

Você tem dificuldade em dizer "não" às pessoas? Quando você diz "não" a alguém, se sente culpado? Já se prejudicou para que outra pessoa não se prejudicasse? Quando percebe que frustrou alguém, como se sente?
É grande o número de pessoas que se queixa da dificuldade que têm em dizer "não" à outras pessoas, mesmo em situações que agir assim significa ir contra os próprios desejos e valores.
 
Quem costuma ter a dificuldade?
 
Geralmente as pessoas que têm essa dificuldade possuem uma autoestima bastante rebaixada, se sentem inseguras e tem grande necessidade de serem aceitas por todos - e por conta disso acabam desenvolvendo um jeito de se relacionar bastante equivocado, onde não se permitem frustrar os outros.
Frustrar, para essas pessoas, significa estragar a relação, e quando frustram, se sentem completamente culpadas e endividadas com quem foi frustrado. Muitos tentam, inclusive, reparar de forma desesperada o possível “dano” causado no outro - pois realmente acreditam que houve um dano causado pela frustração. Normalmente são pessoas ricas em culpa.
 
Problemas no relacionamento
 
O fato de se apresentarem dessa forma em todas as suas relações, faz com que essas pessoas acabem se tornando constantemente alvo de outras que carecem do sentimento de culpa e que se aproveitando desse jeito equivocado delas se relacionarem.
Viver em função dos outros, sempre se anulando e negligenciando os próprios desejos e necessidades, faz com que as pessoas adoeçam. Depressão e ansiedade são sintomas bastante frequentes.
 
Aprenda a dizer NÃO
 
Nestes casos, a psicoterapia tem um resultado bastante positivo, normalmente as pessoas chegam ao consultório quando já reconhecem bastantes prejuízos decorrentes desta maneira equivocada de viver, e já não aguentam mais se comportar de tal forma.
O processo psicoterapêutico vai fazer com que o paciente se sinta mais a vontade em colocar alguns limites em suas relações, ajudando-o a agir de forma mais coerente consigo mesmo, valorizando mais suas necessidades e desejos, e permitindo a manifestação de sua espontaneidade sem se sentir mal por isso.
 
Fernando Romeiro (Psicólogo CRP 06/121627)

Por: Fernando Romeiro | 28/09/2016

Últimos Artigos

Curta nossa FanPage

Ligue Agora
Quanto Custa
Marque uma Consulta
Como Chegar
Profissionais